YOOtheme
Qui, 14 de Dezembro de 2017


Galeria de Fotos

Galeria de Vídeos


MEMORIAL

ABERTO AO PÚBLICO O MEMORIAL DOM ELISEU

           Quantos visitam o “Memorial Dom Eliseu” encantam-se com a lição de humildade, simplicidade e desapego, visíveis nos objetos usados por Dom Eliseu. Vejam logo em baixo fotos do Memorial.

Profunda fé na presença real de Jesus na Eucaristia   

memorial       A foto mostra o local onde,  ficava a mesa de trabalho de Dom Eliseu. Este local faz-nos lembrar o grande amor de Dom Eliseu a Jesus, PRESENTE E VIVO NA HÓSTIA CONSAGRADA. Ele desejava estar em constante oração e adoração diante do sacrario. Na parede, junto a mesa de trabalho, foi colocado um "Olho nú", aparelho usado em navios para ter melhor visão do mar, para que ele pudesse olhar para o Sacrário, que ficava na Capela ao lado. Do seu local de trabalho, Ele fazia atos de adoração e amor  a Jesus, presente e vivo no Sacrário.

     A grande fé de Dom Eliseu na presença viva de Jesus na Eucaristia, levou-o a escrever, com seu próprio punho, e colocar dentro do "olho nú" a seguinte frase: Ele está aqui, é o Paraíso.


Em destaque, há um local que demonstra sua grande devoção à Virgem Maria.

Mamãe

       Dom Eliseu tinha pela Virgem Maria verdadeiro afeto filia e a chamava ternamente de "MAMÃE" alegrando-se sempre e sentindo-se imensamente feliz pelo fato de Deus Pai lhe ter dado a Virgem Maria por sua Mãe. Eis algumas expressões dele:

-"É coisa dígna de nota: quanto mais eu amar a Mamãe, tanto mais amarei a Jesus e a Papai."

-"Quero amar a Mãe de Deus feita minha Mãe terníssima."


Rico acervo literário

biblioteca

Quem visita o Memorial se admira do grande número de livros, revistas e jornais que pertenceram a Dom Eliseu. Em um armário encontra-se 177 cadernos contendo retiro, palestra, sermões, trabalhos contábeis, etc., todos escritos por Dom Eliseu. O acervo literário é muitas vezes usado por interessados, para consultas.


Rádios usados para acompanhar as notícias do Brasil e do mundo

ouvinte

Dom Eliseu fazia questão de estar a par das notícias de Bragança, do Pará, do Brasil e do mundo. Estes rádios foram usados por Ele para ouvir notícias.Gostava de sintonizar a Rádio Educadora de Bragança e outras de Belém para notícias locais e estaduais.Era ouvinte assíduo da voz do Brasil e procurava sempre localizar a BBC de Londres, emissora de grande fama na época, para estar a par das notícias do mundo.


Painel com as principais obras

altUm grande painel mostra as principais obras de Dom Eliseu:

COLÉGIO SANTA TERESINHA: o compromisso com esta escola ele mesmo firmou no dia da inauguração:-"nossos alunos serão nossos verdadeiros filhos; a eles nossos cuidados e dedicação paternal; sacrificaremos a nós mesmos pelo bem intelectual, moral, social, espiritual e eterno de nossos alunos."

HOSPITAL SANTO ANTôNIO MARIA ZACARIA: nasceu de seu coração sensível de Dom Eliseu, ao sofrimento humano. Esta obra lhe custou imensuráveis sacrifícios mas continua, ajudando material e espiritualmente os filhos da Diocese.

CONGREGAÇÃO DAS MISSIONÁRIAS DE SANTA TERESINHA: criada para ajudar na evangelização , e para suprir, na medida do possível, a escassez de sacerdotes. Hoje encontram-se espalhadas em vários estados do Brasil e em outros países.

RÁDIO EDUCADORA DE BRAGANÇA: no espírito batalhador e apostólico de Dom Eliseu surge o desejo de ter um meio de comunicação, para entrar em contato com o povo do interior. Com a Rádio Educadora, fundada em 1960,  surgiram as Escolas Radiofônicas, pioneira em toda Amazônia, que existindo até hoje, já formaram mais de 100.000 (cem mil) alunos não só do  interior do Pará como de alguns estados visinhos.

SEMINÁRIO SANTO ALEXANDRE SAULI: foi outra realização importante na administração de Dom Eliseu, onde vocacionados encontraram ambiente para se prepararem ao sacerdócio.

COMPLEXO POLIESPORTIVO: Dom Eliseu deu grande incentivo ao esporte vendo nele, um excelente meio de formação e aquisição de bons costumes. Ele repetia: queremos acolher, com santo afeto, tudo aquilo que possa cultivar o bem do corpo e da alma.” Desejando melhores condições para o esporte não só do Instituto Santa Teresinha, como de toda a cidade de Bragança, iniciou a construção da Quadra de Esportes do Instituto Santa Teresinha, hoje Complexo Poliesportivo Dom Eliseu Maria Coroli. Foi mais um empreendimento, realizado em prol da juventude. Em 1982, pouco ante de sua morte, ia pessoalmente verificar o andamento dos trabalhos já realizados, nessa sua última iniciativa. Assim, durante toda a sua vida e até nos seus últimos dias estimulou a prática do esporte convencido que: “Jogos e divertimentos sadios são fontes de felicidade aqui na terra e na eternidade”. (Dom Eliseu)